Posts Tagged 'Reforma Ortográfica'

O Significado Oculto (Ou Nem Tanto) Das Palavras

A gente usa e abusa do vocabulário. Moderniza, mistura, recria, reforma, maltrata o idioma e a poesia de cada palavra vai ficando esquecida. Mas se você reparar bem, ela ainda está lá:

Considerar tem o mesmo radical de sideral que é sider, termo em latim para estrela ou astro. Ou seja, considerar é contemplar os astros, buscar no céu uma resposta para um problema.

Capital e Capitão vêm de capta que quer dizer cabeça, aquilo ou aquele que comanda. O que explica muito sobre o poder do dinheiro.

Desvendar significa literalmente tirar a venda dos olhos. Essa estava na cara.

Escrúpulo, uma das palavras mais bizarras da TV brasileira, vem do latim scrupulu que é a forma diminutiva de scrupus, pequenas pedras usadas pelos antigos comerciantes romanos para atestar o peso das mercadorias. Comerciantes desonestos não tinham scrupulus. Daí para o significado que tem hoje foi um pulo. A Flora era uma mulher sem pedrinhas.

Tortura: Ato de torcer – Essa a torcida do Botafogo já sabia.

*inspirado por uma visita ao Museu da Lingua Portuguesa, em São Paulo.

Anúncios

Anarquia Ortográfica

Fiz um comentário no Twitter sobre minha ignorância em relação aos hífens e teve gente que me puxou a orelha. São amigos, beleza. Mas aposto que teve mais gente pensando “Redator de mierda esse”. Caguei.

Pra mim o Redator é um cara de ideias. Tem que se preocupar primeiro em ter ideias novas, boas e consistentes, depois em passar essas ideias com clareza, comunicar, no seu significado mais rico e só no final analisar se o Aurélio e o Houaiss vão gostar. Se alguém lê meus textos antes de uma revisão, se assusta com a quantidade de letras, acentos e hífens comidos (afinal a cabeça é mais rápida que as mãos e o foco está na ideia), mas, na boa, ninguém vai deixar de entender se o hífen estiver errado em palavra nenhuma.

Enquanto a gente discute o poder do hífen, os títulos toscos continuam por aí. O mesmo cara que aprova “No nosso aniversário, quem ganha o presente é você!” vai pedir sua cabeça se você inventar um hífen no contra(-)filé da promoção. O cliente que pede “O patrão ficou maluco!” vai questionar sobre a forma como você escreveu “superdesconto”. Aliás, se escreve junto ou separado? Tanto faz, o preço é o mesmo. 

splash1

Deviam era acabar com as regras e declarar que o importante é comunicar. Se fosse assim, todos os hífens e uma penca de acentos iriam desaparecer.

O hifen dá um novo sabor à sua couve-flor? Na minha eu dispenso o hífen e ponho bastante azeite. Sua família não vai te deserdar se você esquecer o acento dela, mas vai botar no seu assento se você chegar atrasado para o almoço porque estava estudando a reforma ortográfica. E pra terminar, como diria meu amigo Bino, o filósofo da boleia: “Não quero saber se o guarda-chuva tem hífen, eu quero é ficar seco”.

Nota aleatória: Fora de contexto, escrever “comofas” e “corrão”, duas modinhas de blogueiro cool, não é Anarquia, é bizarrice mesmo.

 


Del.icio.us

setembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Siga-me no Twitter: @bpimentel

RSS

Sobre o Autor