A triste história de Viralzinho.

A família tanto pressionou que os pais resolveram conceber um filho. Ele seria fofinho e bonito e seu nome seria Viralzinho.

Depois de um curto período de gestação (foi um parto precoce) Viralzinho veio ao mundo. Logo de cara, todos ficaram encantados com Viralzinho. A família teve seu pedido atendido e havia um consenso de que ele não era só fofinho, era também inteligente e muito engraçado. “Esse nasceu para ganhar o mundo”, dizia o pai exaltado.

Em casa todo mundo adorava o Viralzinho. Os pais estavam orgulhosos, os amigos dos pais gargalhavam com as brincadeiras do menino. Alguns até contavam para suas esposas sobre o Viralzinho, mas as esposas estavam sempre muito ocupadas e não davam atenção. Os maridos então pensavam “Ah, ela não entende nada de criança.”

Já na escola, Viralzinho não foi tão bem. Vez ou outra um professor comentava que Viralzinho era muito brincalhão, disperso, não tinha um objetivo na vida, não se comunicava bem com os colegas e não fazia o dever de casa.  Certa vez um professor percebeu que o menino não se desenvolvia como os outros e perguntou “Viralzinho, você não vai crescer? Onde você quer chegar?”  Viralzinho respondeu com uma gracinha e todo mundo caiu na gargalhada, até o professor parou de reclamar. Aquele Viralzinho era uma peça!   

Mas, fora do lar e da escola, o mundo real foi cruel com Viralzinho. Ninguém queria saber de suas piadas e gracinhas, as pessoas não achavam Viralzinho tão fofinho assim. Viralzinho não crescia e ninguém estava nem aí para o que ele tinha a dizer.

Depois de algum tempo descobriram que o Viralzinho tinha um problema adquirido ainda na gestação que o impedia de crescer. Dizem que ao descobrir o problema, seus pais se envergonharam e o abandonaram. Procurados, os pais do Viralzinho não foram encontrados na velha casa. Na escola, algumas pessoas lembram: “Ahhh, o Viralzinho do… da… qual era o sobrenome dele mesmo?”

E aquele menino que ia ganhar o mundo nunca foi grande. Quem procurar na internet pode até achar lembranças do Viralzinho, o problema é que ninguém procura mais por esse Viralzinho na internet. Pelo menos ninguém que importa.

Anúncios

1 Response to “A triste história de Viralzinho.”


  1. 1 Bernardo Annechino 17/09/2009 às 11:57

    O nobre Pimenta não quis revelar uma das histórias mais escabrosas de Viralzinho. Já em sua concepção, chamou muita atenção. E foi inescrupulosamente clonado (ah, a maravilha da ciência moderna). Desenfreadamente. Todo mundo queria um Viralzinho pra chamar de seu. Alguns manipularam-no geneticamente, adaptando aos mais diferentes ambientes. Mas o triste fim foi o mesmo com todos… Como muitas coisas que a ciência cria imitando a vida, o ciclo é desconhecido, e curto. Ainda é possível encomendar seu Viralzinho de alguns Bolchevistas digitais, mas eles são sinistros e evasivos.

    Triste história mesmo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Del.icio.us

setembro 2009
S T Q Q S S D
« jun   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Siga-me no Twitter: @bpimentel

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

RSS

Sobre o Autor


%d blogueiros gostam disto: